Informe do Banco Mundial prevê que a economia Panamenha crescerá 6,2%

junio 17, 2015 2:51 pm Publicado por 517 Comentarios

As perspectivas econômicas do Panamá para os próximos dois anos seguem positivas, apesar de se esperar para 2015 um período duro pelos custos altos do endividamento e pelos baixos custos do petróleo.

Segundo informe publicado nesta quarta-feira 10 de junho pelo Banco Mundial sobre Perspectivas Econômicas Mundiais, calcula-se que em 2015 Panamá poderá crescer cerca de 6,2%.

Em 2016 o prognóstico é de um crescimento de 6,45% e em 2017 de 6,5%. Estes são números importantes se analisarmos que a América Latina e o Caribe deverão apresentar uma redução de 0,4% no crescimento regional em virtude dos problemas econômicos internos da América do Sul, no Brasil em especial.

Os problemas do cone sul das Américas são as secas generalizadas, a pouca confiança dos investidores e os baixos preços nos produtos básicos, de acordo com o informe do Banco Mundial.

Para o economista Rolando Gordón, estamos falando de indicadores positivos no Panamá com números bem acima dos apresentados por vários países da região.

Durante o primeiro trimestre de 2015 a economia panamenha cresceu 5,4%.

Gordón explicou que devido ao Panamá seguir na liderança como o país de trânsito das mercadorias produzidas na região, é necessário utilizar os serviços de conexão do Canal, o que beneficia de forma direta o crescimento econômico.

“Há uma série de serviços logísticos que permitem que o Panamá siga crescendo”, afirmou o economista Gordón.

Ademais, explica, os investimentos em infra-estrutura serão importantes para que os investimentos e a economia cresçam, mas se fôssemos um país que vendesse ferro, cobre ou algum outro minério, “aí sim teríamos problemas”.

O Banco Mundial disse em seu informe que o Panamá se fortalecerá na região por seu desenvolvimento em infra-estrutura, em especial no setor portuário.

Aspectos Sociais

Sem constrangimentos, Gordón ressalta que apesar da economia panamenha apresentar crescimento e manter-se em desenvolvimento por muitos anos, há aspectos sociais que são necessários reforçar.

Detalha aspectos como educação, saúde pública, cobertura de médicos, abastecimento de medicamentos, água potável, entre outros, que são importantes para o desenvolvimento pleno do país.

Gordón sustenta que 39% do mercado de trabalho no setor informal tampouco é um bom indicador, já que são pessoas que não pagam impostos e não contribuem para a Caixa do Seguro Social.

Fonte: http://www.tvn-2.com/

Ernesto Chong de León, Ernesto Emilio Chong Coronado

Categorizado en:

Esta entrada fue escrita porWebmaster PMC Asset Management

517 comentarios

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.