FMI: Panamá manterá crescimento econômico de 6%

junio 16, 2016 3:17 pm Publicado por 1.023 Comentarios

Canal-Panama-inversiones-crecimiento-FMI_LPRIMA20160613_0170_26

Em seu mais recente reporte sobre o Panamá, o Fundo Monetário Internacional (FMI) destaca o crescimento da economia do país na última década como o mais alto da América Latina e prevê que seguirá  com as mais altas taxas da região a médio prazo, com inflação baixa, um sistema financeiro estável e um déficit comercial decrescente.

No informe, publicado como resultado de sua missão ao Panamá, que fez parte das revisões regulares que o organismo realiza junto aos países membros, está projetado um crescimento ao redor de 6% para 2016 e também a médio prazo.

As projeções do FMI para este ano são similares às do Governo do Panamá (6%), às do Banco Mundial (6%) e às da Comissão Econômica para América Latina e Caribe (6,2%).

Completado o primeiro trimestre do ano, o crescimento foi de 5,7%, segundo dados extra-oficiais do Ministério de Economia e Finanças.
Segundo o FMI, a médio prazo a economia será impulsionada pelo início de operações do Canal do Panamá Ampliado e pelos baixos preços do combustível que compensarão a desaceleração da economia mundial e a valorização do dólar que faz com que exportações percam competitividade, o mesmo ocorrendo com o país como destino turístico.

O aumento de trânsitos pelo Canal do Panamá, um setor de serviços dinâmico, bem como investimentos em energia, mineração e logística, ajudarão a manter esse crescimento “vibrante”.
O reporte dá conta do escândalo resultante do vazamento de documentos da firma de advogados Mossack Fonseca e da acusação de lavagem de dinheiro que, em março, o Escritório de Ativos Estrangeiros dos Estados Unidos fez ao grupo Waked e aos empresários Abdul e Nidal Waked. O FMI força a que se façam maiores esforços para aumentar a transparência financeira, fortaleça-se o marco fiscal e promova-se um crescimento inclusivo.
Os diretores recordaram que o Panamá saiu da lista cinza do Grupo de Ação Financeira (GAFI) que identificava Panamá como um país com deficiências na prevenção da lavagem de dinheiro.
Não obstante, sublinharam a importância de fortalecer o marco da prevenção online com os padrões internacionais e garantir sua aplicação efetiva, especialmente após as recentes revelações.
O fortalecimento da integridade e da transparência financeira colocará o Panamá em uma posição melhor para enfrentar a revisão do GAFI em 2017, na qual se avaliará a implementação efetiva do novo marco legal.
O FMI aplaudiu o compromisso das autoridades com o intercâmbio automático de informação e pede que sejam subscritos acordos deste tipo com mais países.

Fonte: http://www.prensa.com/

Categorizado en:

Esta entrada fue escrita porWebmaster PMC Asset Management

1.023 comentarios

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.