Ao Panamá interessa aderir à convenção de assistência da OCDE

julio 26, 2016 11:40 am Publicado por 931 Comentarios

253262_800x600_crop_578969ae50e35

 

Através da Vice-Presidente e Chanceler, Isabel De Saint Malo, o Panamá solicitou à OCDE o seu ingresso na convenção deste órgão para o intercâmbio de informação fiscal.

De Saint Malo enviou uma nota ao presidente do foro global, Ángel Gurría, na qual expressa o interesse do Panamá em tomar parte da Convenção sobre Assistência Administrativa Mútua em Matéria Fiscal (MAC na sigla em inglês).

O documento enviado pela chanceler indicou que: “Com o propósito de fortalecer seu compromisso em manter sua plataforma de serviços consoante com os padrões e requerimentos internacionais”.

A OCDE criticou recentemente o sistema financeiro do Panamá depois que se publicaram, em abril, os chamados “Panama papers”, uma investigação que revelou como a firma panamenha de advogados Mossack Fonseca,  criava sociedades off-shore em todo o mundo, em que, supostamente, algumas delas com o propósito de evasão de impostos.

Por conta do escândalo, a França voltou a incluir o Panamá em uma lista de paraísos fiscais. A OCDE acusou o Panamá de não realizar ações contra a lavagem de dinheiro.

O governo panamenho anunciou uma série de reformas para combater a lavagem de dinheiro.

Fonte: http://laestrella.com.pa/

 

Categorizado en:

Esta entrada fue escrita porWebmaster PMC Asset Management

931 comentarios

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.