ANP: Panama irá participar na ronda de negociações do Acordo sobre o Comércio de Serviços TISA

julio 8, 2015 11:45 am Publicado por 826 Comentarios

 

A TISA é uma negociação sobre os serviços, com base no Acordo Geral sobre o Comércio de Serviços, que visa melhorar e expandir o comércio de serviços

De 6 a 10 de julho será a realização de uma rodada de negociações do Acordo de Comércio de Serviços (TISA, por sua sigla em Inglês), na cidade de Genebra, na Suíça, informou o Ministério do Comércio e Indústria.

A TISA é uma negociação sobre os serviços, com base no Acordo Geral sobre o Comércio de Serviços, que visa melhorar e expandir o comércio de serviços. Com esta negociação, Panamá visa proporcionar maior segurança jurídica para os serviços transfronteiriços, e reforçada como um centro regional de atração de investimentos.

Em 3 de junho Ministro Meliton Arrocha participou da primeira reunião ministerial em Paris, França. O Ministro do Panamá aproveitou esta oportunidade para expressar a importância destas negociações, dado que o sector dos serviços representa na nossa economia cerca de 77% do PIB, eo fato de que os países participantes nestas negociações representam 70% do comércio mundial serviço.

“O resultado dessas negociações trará maior segurança jurídica para o nosso setor mais dinâmico da nossa economia e melhorar o clima de investimento neste setor”, disse Arrocha.

Serviços financeiros, circulação de pessoas singulares, a regulamentação nacional, transparência, comércio eletrônico e telecomunicações: Durante esta rodada os seguintes tópicos. Funcionários do Ministério do Comércio e Indústria vai participar nas negociações, em estreita coordenação com as autoridades competentes. A equipa de negociação do Panamá seria reservando as sensibilidades sectoriais da nossa economia.

Nessa negociação, envolvendo vinte e quatro (24) as economias dos membros da OMC, incluindo o Panamá, a saber: Austrália, Canadá, Chile, China Taipei, Colômbia, Costa Rica, Estados Unidos, União Europeia, Hong Kong China, Islândia, Israel , Japão, República da Coreia, México, Nova Zelândia, Noruega, Paquistão, Peru, Suíça, Liechtenstein, Paraguai, Uruguai, e da Turquia; que nos daria cinquenta e um (51) países envolvidos, se os Estados-Membros da União Europeia.

Fonte: Agência de Notícias do Panamá – ANP

Categorizado en:

Esta entrada fue escrita porWebmaster PMC Asset Management

826 comentarios

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.